Quais as diferenças entre arminianismo e calvinismo?

Sem a menor dúvida um sinal dos tempos modernos é o crescente debate e estudo da palavra de Deus trazendo importantes contribuições para as discussões que surgem ao redor do mundo inteiro.

Com esse interesse surgem comparações e discussões Teológicas a respeito do tema, criando também uma série de dúvidas como: quais as diferenças entre arminianismo e calvinismo?

Se você quer a resposta para essa pergunta continue lendo e descubra o que você precisa saber.

 

Mas afinal, quais as diferenças entre arminianismo e calvinismo?

O Calvinismo nada mais é do que um movimento religioso que formou uma ideologia sociocultural que possui suas bases na reforma que iniciou João Calvino em Genebra, ainda no século XVI.

O sistema de interpretação da Bíblia segundo o Calvinismo pode ser facilmente resumido nos 5 pontos que veremos a seguir, conhecidos como “os 5 pontos do Calvinismo”

  • Ponto do Calvinismo: Depravação total (Total Depravity)

Esse ponto afirma que todos os homens nascem completamente depravados, sendo incapazes de se salvar ou escolher o lado do bem em questões relacionadas a espiritualidade.

  • Ponto do Calvinismo: Eleição incondicional (Unconditional Election)

O segundo ponto do Calvinismo afirma que deus escolheu, dentro todos os decaídos, um enorme número de humanos pecadores por graça pura, sem considerar qualquer tipo de mérito, fé ou obra neles.

 

  • Ponto do Calvinismo: Expiação limitada (Limited Atonement)

Esse terceiro ponto do Calvinismo afirma que Jesus morreu na crus para pagar o preço justo por ter resgatado somente alguns eleitos.

 

  • Ponto do Calvinismo: Graça Irresistível (Irresistible Grace)

O quarto ponto do Calvinismo afirma que o Espirito Santo convence os eleitos, ou seja, que a Graça de Deus é irresistível para eles, pois infunde a fé salvadora nos mesmos.

 

  • Ponto do Calvinismo: Perseverança dos Santos (Perseverance of Saints)

O quinto, e último, ponto do Calvinismo prega ainda que os eleitos irão chegar ao céu e perseverar na sua fé até o fim, logo, nenhum deles perderá a salvação.

 

Agora, sobre o Arminianismo, é possível dizer que é uma doutrina escrita por Jacobus Hermann, que era um teólogo holandês, que viveu entre 1560 e 1609, que era muito conhecido pelo seu último nome, um tanto latinizado, que era Arminius.

Vale lembrar que o sustema de Arminius foi criado pois ele refutou o sistema de Calvino, criando 5 pontos distintos do anterior, que são:

 

  • Ponto do Arminianismo: livre-arbítrio e capacidade humana

Segundo o Arminianismo todos os homens, mesmo sendo pecadores, são totalmente livres para fazer suas escolhas, aceitando ou recusando a salvação oferecida por Deus através da Graça Proveniente.

 

  • Ponto do Arminianismo: eleição condicional

Segundo o Arminianismo Deus não escolheu humanos independente de seus pecados e sim, elegeu homens que previu que apresentariam fé em Cristo.

 

  • Ponto do Arminianismo: Expiação ilimitada

Outro ponto de divergência é que segundo o Arminianismo Jesus Cristo morreu por todos os homens e não somente por causa daqueles eleitos, como afirma o Calvinismo.

 

  • Ponto do Arminianismo: Graça Resistível

Se por um lado o Calvinismo prega que o eleito não pode resistir à Graça o Arminianismo afirma que o homem que não quer ser salvo pode sim resistir à Graça de Deus.

 

  • Ponto do Arminianismo: Decair da Graça

Embora esse tenha sido um ponto proposto pelos remonstrantes, já que Arminius acreditava na doutrina da Perseverança dos Santos, ele passou a integrar o Arminianismo.

Esse ponto afirma que os homens salvos, caso não perseverem até o fim, podem perder a salvação.

Vale lembrar ainda que o Arminianismo, atualmente, é o sistema adotado pela maioria das igrejas evangélicas.

Essas são as diferenças entre o arminianismo e calvinismo.