O que é teologia histórica

A teologia histórica investiga os mecanismos sociais, culturais e históricos que deram início às ideiassistemas, e afirmações teológicas.

Naturalmente, o estudo de dois mil anos de reflexão teológica cristã é um campo extremamente vasto.

O que é investigado na teologia histórica

Além de analisar a prática da Igreja, a teologia histórica também aborda seu pensamento e aquilo que ela ensina. Isso pode se relacionar com algumas perspectivas: a prática da Igreja na área de missões (história da Igreja) e a reflexão que ela faz sobre sua missão (história da teologia), ou a evolução de suas práticas litúrgicas (história da Igreja) e a reflexão sobre o significado do culto e da liturgia (teologia histórica).

Esse estudo pode ter várias abordagens, como por exemplo, o dogma. A história do dogma é a análise de certos temas que receberam uma definição oficial e normativa. A história da teologia não chega a ter um campo tão limitado como a história do dogma, nem tão amplo como a história do pensamento cristão, mas seu objetivo é considerar o corpo de doutrinas existente em cada período da história.

Alguns estudiosos também empregam os termos “história das ideias” e “história intelectual” para se referir ao contexto mais amplo dentro do qual se insere a teologia histórica, incluindo tópicos que estão além dos limites da teologia clássica, como certas questões filosóficas, éticas, políticas e sociais.
A história da teologia é, acima de tudo, uma ferramenta pedagógica, porque oferece informações sobre o desenvolvimento dos grandes temas teológicos, os pontos fortes e fracos das diferentes abordagens e destaca os marcos mais notáveis do pensamento cristão. É também uma ferramenta crítica, pois permite ver as falhas, as limitações e os condicionamentos de certas formulações doutrinárias, o que possibilita seu contínuo aperfeiçoamento de quem a estuda.

É possível estudar a teologia histórica tomando por base duas abordagens diferentes, a temática ou a cronológica.

A abordagem temática considera separadamente cada um dos grandes temas da teologia cristã (Deus, Cristo, a Igreja etc.), como o tema foi estudado ao longo dos séculos. A abordagem cronológica considera os principais autores e tópicos de discussão em cada período da história.

Teologia Sistemática, Histórica e Filosófica

Essas são os três principais ramos da teologia, em seus estudos sobre teologia serão esses os três grandes temas.

Teologia história é um ramo do saber teológico que está preocupado em analisar a discriminar as ideias de um contexto histórico específico, que influenciaram ou que trouxeram elementos que contribuíram para a construção de uma ideia teológica.

Nos discursos dos primeiros teólogos cristãos, para formular as ideias a respeito de Deus, foram tomadas ideias da filosofia grega para facilitar a compreensão do discurso a respeito de Deus.

Esses discursos sofrem influências dos pensamentos e contextos históricos em que essas doutrinas são formuladas.

A teologia histórica tem, portanto, a função de analisar as doutrinas e o contexto histórico onde surgiram, para verificar a influência sofrida dentro desse contexto.

A teologia histórica é desenvolvida dentro da história, é uma das formas da teologia. Todo o processo acontece dentro da história, seja a iluminação, seja a revelação.

A história é desenvolvida dentro de determinado contexto, e para se compreender o que se escreve é preciso entender o contexto. A teologia não pode ser feita de um lugar distante da história. Não podendo ser possível afirmar que é dogmática.

O ser humano a todo momento produz cultura, e dentro disso está o pensamento religioso. E como desdobramento está o pensamento teológico. Para se ter uma compreensão adequada dos fundamentos do pensamento teológico é preciso examinar a história, a estrutura cultural e os pensamentos.